[crítica] Thor

Um dos personagens mais importantes da históoria da mitologia nórdica, considerado o mais forte entre os deuses e os homens, tem seu primeiro filme lançado pela Marvel e Paramount Pictures nos cinemas.

O filme pode ser interpretado como um prelúdio da historia do filho de Odin, do qual ao desrespeitar o pai é banido do mundo dos seres míticos. Interpretado pelo ator Chris Hemsworth (StarTrek), loiro, alto e forte demonstra toda aquela banca de um deus todo poderoso convencendo pelo conjunto + efeitos.

Apesar dos deuses não serem perfeitos, o filme acaba deixando um pouco a frustração para os fãs de carteirinha por apenas ser a introdução do personagem, a vinda a terra, por Thor conhecer Jane Foster (Natalie Portman), uma personagem importante na história e nos quadrinhos, e se pouco se desenvolver em roteiro – mea culpa dos Vingadores (franquia da Marvel).

Não podemos deixar de lado o grande elenco, entre eles Anthony Hopkins (Odin), Ray Stevenson (Volstagg), Kat Dennings (Darcy), Stellan Skarsgård (Dr. Selvig), Idris Elba (Heimdall), Tom Hiddleston (Loki), Rene Russo (Frigga), Jaimie Alexander (Sif), Colm Feore (Laufey), Clark Gregg (Agente Phil Coulson), Tadanobu Asano (Hogun), Jeremy Renner (Clint Barton/Gavião Arqueiro) que fazem diferença.

E alguns detalhes no começo pecam pela falta de efeitos melhores e percebíveis, traz uma história linear e sem surpresas, um pós crédito interessante e uma direção/roteiro que poderia ser melhor, mas como um deus sempre devemos respeitar, mitologicamente indicado como diversão.

http://saladadecinema.com.br/2011/05/04/thor/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s