[crítica] Contágio

Contando com a genialidade do diretor Steven Soderbergh na forma de apresentar os principais fatos, numa edição diferenciada de uma história sobre um Contágio de um vírus letal.O elenco é um ponto forte para chamar as pessoas aos cinemas, conta com amigos do diretor, Gwyneth Paltrow fazendo a paciente numero 1 que pode ou não ter começado o contágio da doença, mulher do personagem de Matt Damon  que  acaba morrendo pelo infecto (isso não é spoiler). Laurence Fishburne interpreta o diretor do CDC com toda a confusão armada, seu papel no Contágio é inicialmente de pouca importância mas que acaba tendo sua redenção.

A premiada Kate Winslet, faz o papel da representante do CDC, responsável por investigar a origem do vírus, viajando pelo Estados Unidos e se arriscando estando em contato com pacientes infectados.

Já Marion Cotillard vive a médica enviada para Hong Kong pela OMS (Organização Mundial da Saúde), papel de pouca visibilidade, mas que dá conta do recado. E finalmente Jude Law faz um blogueiro meio oportunista da área da saúde, que como vemos em alguns casos reais causam mais problemas do que ajudam em situações complexas como num filme do gênero.O filme, além da direção e atores, traz todo o clima de suspense pela trilha, efeitos e grandiosidade das capitais mundiais e cidades que se passa.

A sensação que fica, além do pânico e ansiedade de não saber o que realmente causou o contágio da doença, o filme é de atores, um drama que pode ou não contagiar o público.

http://saladadecinema.com.br/2011/10/28/contagio-critica/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s