…pequeno escrito… mas escrito…

perdido

De forma singular você vem me inspirando… e …

Lá no fundo do imenso perdido
Acho você escondido e rendido
Com um apelo me vindo

Quem nunca teve um devaneio perdido…
Nunca perdeu o menor senso do que pode acontecer contigo
Sem nenhum esperançoso adeus me vindo

É apenas vivendo e com tempo ferindo o abrigo, o amanhecer
É lindo ver sorrindo e descobrir que perdido tinha
Tanto vindo comigo e pouco seria contigo, conosco e comigo

Levo-me a devaneios perdidos e ouço apenas o som
Do infinito peculiar e leve ardido
É aquele ruído que me agito, e acabo mais uma vez perdido

Por…

Sem o leve arbítrio… deixo o devaneio pelo e-mail…

Pode ser lido com a música – Baby’s Romance – Chris Garneau…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s