The Adventures of Tintin: The Secret of the Unicorn

Vi essa matéria publicada no jornal LA Times de 22 de março sobre o filme do Tintin, que tem lançamento pela Sony Pictures para 2011. E aceitei muito interessante reproduzir…

tintin

´Tintin´ une magnatas do cinema

Steven Spielberg e Peter Jackson estão unindo seus talentos para trazer os livros às telas de cinema em versão 3D com captura de movimentos

Por Rachel Abramowitz

22 de março de 2009

Como Steven Spielberg e Peter Jackson, os dois titãs da cultura pop, colaboram com o filme 3D “The Adventures of Tintin: The Secret of the Unicorn”,que usa captura de movimentos?

Com muita sabedoria high-tech.

Spielberg, que está dirigindo o filme, recentemente passou 32 dias capturando os movimentos dos atores em Los Angeles. O produtor Peter Jackson viajou da Nova Zelândia (onde mora) para LA para os ensaios durante a primeira semana de filmagens, e depois apareceu via videoconferência no resto das filmagens, usando um sistema de iChat feito especialmente para o filme onde ele podia ver tudo que estava acontecendo no set em tempo real e simultaneamente falar com Spielberg. O filme tem previsão de estréia para 2011.

Spielberg teve seu primeiro contato com o repórter belga Tintin e seu cachorro Snowy nos anos 80, quando críticos do filme “Os Caçadores da Arca Perdida” notaram uma similaridade entre Indiana Jones e Tintin. Ele e a produtora Kathleen Kennedy acabaram se envolvendo com os livros desde então, mas foi apenas quando a tecnologia de captura de movimentos foi criada que um caminho mais sério foi aberto para a recriação do mundo de Hergé.

Na verdade, Spielberg ligou para o escritório de Jackson para discutir esta tecnologia – que Jackson usou para criar tanto o Gollum em “O Senhor dos Anéis” como Kong em “King Kong”. Quando ele trouxe a tona o projeto de “Tintin”, Jackson, nascido e criado em uma terra que venera a criação de Hergé, se animou, “Eu tenho todos os livros aqui”.
Este foi o início da colaboração, de acordo com o porta-voz de Spielberg, Marcib Levy.

Nem Spielberg, Jackson ou o produtor Kennedy falam do futuro, embora o plano seja que Jackson dirija o próximo filme da série. Claro, ambos ainda tem outros projetos simultâneos a este. Jackson está terminando o filme “The Lovely Bones”, que será lançado no Natal de 2009, o qual ele adaptou e é dirigido e produzido para a DreamWorks, de Spielberg. Ele também está escrevendo e produzindo os novos filmes “Hobbit”, que serão dirigidos por Guillermo del Toro. Spielberg tem seu tão planejado filme sobre Abraham Lincoln em fase de pré-produção, também pela DreamWorks. O filme de Tintin abrange o livro “The Secret of the Unicorn”, bem como elementos dos outros livros (como a sequência “Red Rackham´s Treasure”), que conta a história da busca de Tintin pelo tesouro escondido do pirata Red Rackham.

Thomas Sangster, que interpretou o filho de Liam Neeson em “Simplesmente Amor”, foi inicialmente cotado para viver Tintin. Os produtores acabaram escolhendo o ator de 23 anos Jamie Bell, que foi revelado no filme “Billy Elliot” e posteriormente participou de “King King”, dirigido por Jackson. Andy Serkis, que interpretou o Gollum em “O Senhor dos Anéis” e Kong em “King Kong”, ficou com o papel do melhor amigo de Tintin, o adorável alcoólatra Capitão Haddock. Daniel Craig interpreta o vilão Red Rackham. Os produtores importaram também os britânicos por trás da sátira “Hot Fuzz”, incluindo os atores Simon Pegg e Nick Frost como os detetives Thompson e Thomson, e Joe Cornish e Edgar Wright para dar uma última olhada no roteiro.

Ao discutir, no ano passado, o processo de captura de movimentos com um jornal Britânico, Spielberg disse: “Os atores usam pontos verdes em seus rostos e um tipo de roupa de banho, e o computador lê cada movimento e expressão facial”. Ele disse que os computadores podem também manipular a aparência facial. “Isso significa que podemos congelar o envelhecimento”, ele disse. “Tintin nunca ficará velho”.

A seguir, serão 18 meses de trabalho no WETA, estúdio de efeitos de Jackson na Nova Zelândia. Lá, um time recriará o universo original dos livros de Hergé.

Inesperado para uma colaboração de Spielberg-Jackson, “Tintin” está tendo dificuldades para encontrar patrocínio, não apenas por seu questionável apelo nos Estados Unidos mas também pelo valor de 135 milhões da produção e um acordo que privilegia tanto Spielberg quanto Jackson em uma fatia grande de lucros. Além disso, outros filmes que usaram a tecnologia de captura de movimentos não atingiram o posto de blockbusters, como “A Casa Monstro”, “Beowulf” e “O Expresso Polar”.

”É uma colaboração que flui fácil”, disse uma pessoa envolvida no projeto de Spileberg e Jackson, que preferiu não se identificar “.”Eles trazem energias diferentes”.

Artigo do jornal LA Times.

http://www.latimes.com/entertainment/la-ca-tintinfilm22-2009mar22,0,5765038.story

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s